Freguesia de Vila do Porto


Património Natural e Miradouros

Zona de Protecção Especial do Ilhéu da Vila e Costa Adjacente - A Zona de Protecção Especial do Ilhéu da Vila e Costa Adjacente está situada a noroeste da ilha de Santa Maria - freguesia de Vila do Porto, ocupando a linha de costa que vai desde a Ponta do Malmerendo à Cagarra.

O Ilhéu da Vila, especialmente importante para a nidificação de aves marinhas migratórias ameaçadas, encontra-se a cerca de duzentos metros da costa, a poente de Vila do Porto, com 380 metros de comprimento e 150 metros de largura, tendo uma altitude máxima de 75 metros.

Para além de ser um espaço dos mais importantes dos Açores para a nidificação de aves marinhas protegidas, a Zona de Protecção Especial do Ilhéu da Vila e Costa Adjacente também comporta vegetação perene das praias, de calhaus rolados e falésias com flora endémica das costas macaronésicas.

Aqui nidificam algumas aves marinhas protegidas tais como: o Cagarro (Calonectris diomedea borealis), o Frulho (Puffinus assimilis baroli), Garajau-rosado (Sterna dougalii), Pombo-torcaz-dos-Açores (Columba palumbus azoricus), Alma-negra (Bulweria bulwerii), Milhafre (Buteo buteo rothchildi), Estrelinha (Regulus regulus azoricus), entre muitas outras.

Neste local ainda se encontram algumas espécies da flora endémica dos Açores e protegidas pela directiva Habitas e Convenção de Berna tais como: a Não-me-esqueças (Myosotis marítima) e a Spergularia azorica, as quais evidenciam a riqueza ecológica desta Zona de Protecção Especial integrada na Rede Natura 2000.

Pedreira do Campo - A chamada "Pedreira do Campo" localiza-se a oeste do Pico do Facho, numa área com as dimensões aproximadas de 200 metros de extensão por 20 metros de largura. Nela podem ser observados depósitos estratificados de rochas sedimentares com fósseis (bioclastos), e de rochas vulcânicas (piroclastos) submarinas, únicos no arquipélago. Estes depósitos - onde se destacam travesseiros de lava e fósseis - são testemunhos das atividades vulcânicas que, em eras geológicas, deram origem à ilha, há cerca de 5 milhões de anos.

O estudo da área, marcada por fendas e túneis (furnas), é um valioso contributo para a estratigrafia e paleogeografia da Macaronésia, assim como permite compará-las com as dos continentes Europeu e Africano, permitindo uma compreensão alargadas da história geológica da região Nordeste do Atlântico e da colonização das ilhas da Macaronésia pelas diversas espécies.

Complementarmente, a morfologia da área do monumento ilustra o fenómeno da erosão marinha que modelou a costa ocidental da ilha de Santa Maria. Em termos de espécies biológicas vegetais, destacam-se a presença de exemplares de "Myrifica faya"( Faia-da-terra), “Myrtus communis” e "Scabiosa nitens", esta última endémica. As aves estão representadas pela "Buteo buteo rothschildi" (Milhafre), a "Columbia livia atlantis" (Pombo da rocha), o "Carduelis chloris aurantiiventris" (Verdilhão) e o “Serinus canaria” (Canário da terra).

Reserva Natural da Baía dos Anjos - A Reserva Natural da Baía dos Anjos apresenta a sua linha de costa, muito recortada, tem uma extensão de 3800 m, delimitada pela extremidade norte das baixas da Restinga e a ponta dos Frades. Encontram-se neste local praias de seixos, ilhéus e inúmeros rochedos. Dotada de um pequeno porto de pesca e de uma piscina natural rodeada por rochedos vulcânicos, esta baía, proporciona boas condições de veraneio e está classificada como Reserva Natural e Reserva Ecológica, no sentido de salvaguarda dos valores naturais existentes na área marinha. A pequena ermida de Nossa Senhora dos Anjos entrou para a história ao ser o local escolhido por Cristóvão Colombo para cumprir a seguinte promessa: ouvir missa na primeira terra onde aportassem, no regresso da viagem da descoberta da América, em 1493.

Reserva Florestal de Recreio de Valverde - A Reserva Florestal de Recreio de Valverde, criada pelo Decreto Legislativo Regional n°16/89/A, de 30 de Agosto de 1989, encontra-se implantada na Zona Oeste da ilha, no lugar de Salvaterra, à saída da Freguesia de Vila do Porto. Situada a uma altitude de cerca de 30 metros do nível do mar, possui uma área de 4 hectares e é ocupada, essencialmente, por espécimes de cupressus e eucaliptos, registando-se ainda exemplares de espécies endémicas, como pau-branco e urze.

A reserva oferece ainda circuitos pedonais que dão acesso aos diversos equipamentos implantados como parques de estacionamento, parque de merendas, parque infantil, casas de banho, cercas dos animais (mamíferos e aves) e miradouros.

Miradouro do Porto - Deste local, situado no Largo Sousa e Silva, na Zona Classificada de Vila do Porto, obtêm-se uma magnífica vista sobre o mar, porto comercial, porto de pescas e marina de Vila do Porto.

  Contactos

  Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta-feira
das 09h30 às 13h30
Mapa do Site